A couve e seus mistérios, entendendo os diferentes tipos….


A couve por possuir um alto e valioso valor nutricional é um dos principais legumes utilizados na medicina tradicional desde a antiguidade. Dizem que antigamente, em algumas civilizações da Grécia e Roma, as couves eram utilizadas somente para fins medicinais e não gastronômicos.

Hoje em dia é comprovado que a utilização das couves para a cura e prevenção de certas enfermidades é realmente eficaz, devido à sua composição nutricional, sendo um anti-inflamatório, antibiótico e anti-irritante natural.

Atualmente existem diversos tipos de couves, entre eles se destacam:

Couve-verde: é o tipo de couve que contém uma quantidade maior de nutrientes (couve mostarda, conservada em salmoura)
Savoy: Origem Italiana são as folhas são em novelo e largas, pode-se estufar ou rechear e em saladas.
Bruxelas: São couve repolho em miniatura resultam dos rebentos ao longo de um tronco de uma couve
Couve Flor: É considerada a aristocrata da família das couves, pode-se comer cru ou cozinhada e ao gratin.
Couve Roxa: É servida para acompanhar caça e porco adicionada com vinagre, maçã, etc. Óptima em saladas marinadas.
Pak Choy: É de origem Chinesa normalmente é servida em Stir-fried e em saladas.
Couve Coração-de-Boi: Como o nome indica é em forma de coração, tipo repolho. Boa para sopas, estufados, etc.
Couve branca: É de origem Alemã usada em salada coleslaws e sauerkraut.
Couve portuguesa: É de origem portuguesa folha verde escura, rija. Serve para caldo verde
Couve kohlrabi: É de origem alemã é uma mistura de couve com nabo existe 2 tipos o cor verde e o roxa. Come-se como legume, à lá creme.

Couves na saúde e na terapia pela alimentação

Sendo fonte de beta-caroteno e vitamina C e E, ácido fólico, Cálcio, Ferro e Potássio, contem bioflavonóides e outras substâncias que protegem contra o câncer. Uma xícara de couve possui o dobro das necessidades diárias desses nutrientes, sendo utilizadas em diversos tipos de enfermidades, como:

Evitar ressacas: Ingerir couve com vinagres de frutas  antes da ingestão de bebidas alcoólicas pode prevenir quadros de dor de cabeça e tontura.
Aliviar constipação e gripe: consumo na forma crua em saladas
Evitar má disposição ou “digestão difícil”: consumo na forma crua ou cozida com utilização de tempero leve, pouco sal.

Receita caseira e milenar:
Curar e/ou aliviar dor de úlcera gástrica (consumir 1 litro de suco de couve durante 8 dias, porém não se deve ultrapassar a quantidade de 1 litro/dia e durante 8 dias, pois esse suco pode dificultar a absorção do ferro, podendo causar uma possível anemia ferropriva)

Cortes e feridas: ação cicatrizante após utilização sobre as feridas por alguns dias (troca constante das folhas)

Alguns estudos feitos no Japão e EUA mostraram que a couve também vem sendo utilizada no tratamento de tumores, como de cólon e hormonio-dependentes como o de mama e dos ovários, pois estimulam o metabolismo das mulheres.

Outro estudo realizado em Lyon, França, comprovaram que comer couve pelo menos uma vez por semana previne o tumor de pulmão em 70%, esses trabalhos, no entanto, carecem de grande validação científica

Fontes:
www.uol.com.br
www.vnatura.wordpress.com
Autor: Rafael Bruno Ferreira do Amaral

Anúncios

4 comentários em “A couve e seus mistérios, entendendo os diferentes tipos….”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s