Nem tudo é sopa

downloadNo dia a dia sempre esbarramos com denominações nos cardápios que não espelham o nosso desejo ou estão em desacordo com a nossa expectativa.
A popular e famosa “sopa”, na verdade, é muito mais que uma sopa, pode esconder uma variedade de preparações liquidas saborosas e criativas.

Sopa: A preparação clássica, caldo resultante do cozimento de diferentes tipos de carnes, legumes e tubérculos.
Caldo: Liquido resultante do cozimento de carnes ou legumes, e de fácil digestibilidade e comumente utilizado no preparo de molhos.
Creme: Liquido de textura mais espessa, obtido a partir de caldos engrossados com leite e/ou manteiga incrementados com vegetais.
Consomê: Caldo mais elaborado, no preparo sofre redução de resíduos por peneiramento e retirada da gordura flutuante com uso de escumadeira.
Velouté: Caldo muito espesso e cremoso com sabor de base derivado da adição de legumes muito processados.
Bisque: Derivado do Velouté que sofre adição de gema de ovo, creme de leite e crustáceos.
Gaspacho: Define uma categoria de cremes frios, com base em creme de leite e legumes, o carro chefe é o de tomate

Fontes:
www.nutricaoclinica.com.br
Caderno Paladar, O Estado de São Paulo

Anúncios

Petiscos para a copa, com saúde e muito sabor

copa-do-mundo11A Copa do Mundo está ai e não há nada melhor do que apreciar alguns petiscos enquanto assistimos a nossa querida seleção dando um show de bola no campo, certo? É possível se alimentar de forma saudável nesta época de Copa, deixando de lado alguns alimentos industrializados ricos em sódio e gordura saturada e saboreando alimentos mais saudáveis e práticos. Pensando nisso criamos 10 petiscos saudáveis e práticos para você!!!
Para vocês que não aguentam de emoção de ver seu amado time jogar e sua pressão vai para as alturas, ou até mesmo para aqueles que sofrem de pressão alta, temos algumas opções que vão deixar sua pressão no lugar.

Receitas com baixo teor de sal, poucas calorias e quase nenhuma gordura.

CARPACCIO DE ABOBRINHA
Ingredientes:
1 abobrinha
2 colheres de sopa de azeite
Pimenta rosa á gosto

Modo de preparo: Corte a abobrinha em lâminas bem finas, regue o azeite e salpique a pimenta rosa. Dica: sirva com torradas de pão sírio, biscoito de arroz, torradinhas integrais.

BRUSCHETTA SHOW DE BOLA
Ingredientes:
1 fatia de pão de forma integral;
1 fatia de peito de peru;
1 colher de sopa de cottage;
2 champignons frescos;
1 punhado pequeno de rúcula;
azeite e limão á gosto.

Modo de preparo: Leve o pão de forma ao forno por 5-8 minutos em temperatura média de 180˚C. Após retirar do forno, espalhe a cottage sobre o pão de forma integral, corte em fatias o cogumelo e disponha sobre o pão.  Corte o peito de peru em tiras finas, coloque sobre o pão acrescente a rúcula picada e tempere com azeite e limão a gosto.

DOCINHO DE DAMASCO COM CHOCOLATE
Ingredientes:
400g de damasco
200g de chocolate 70% cacau
folhas de papel manteiga

Modo de preparo: Leve o chocolate para derreter em banho-maria. Mergulhe metade do damasco no chocolate e coloque-os em uma superfície forrada com papel manteiga até secar e depois é só servir.

Quem precisa controlar a ingestão de gorduras, temos opções práticas e bem saborosas para substituir pipocas gordurosas e doces com alto teor de gordura saturada, por receitas nutritivas e com baixo teor de gordura e no final o seu coração agradece.

Receitas com poucas gorduras

SALGANHO DE SOJA
Ingredientes:
250g de grão de soja
1/3 de copo de água

Modo de preparo: Pré-aqueça o forno á 180˚C por 10 minutos. Disponha a soja numa assadeira grande para que ela se espalhe numa só camada. Leve a soja por cerca de 30 minutos até que fique dourada, retire do forno e coloque a água sobre a soja e volte ao forno até que a água seja toda absorvida. Retire e deixe esfriar para que fique bem crocante.

PIRÂMIDE DE FRUTAS COM CALDA DE IOGURTE COM MARACUJÁ
Ingredientes:
1 kiwi
1 banana
1 carambola
6 unidades de morango
12 unidades de blueberry
1 pote de iogurte grego
polpa de 1 maracujá
1 colher de sopa de mel
palitos de dente

Modo de preparo: Corte o kiwi, a banana e a carambola em fatias de 1cm. Corte os morangos ao meio. Montagem: o kiwi é a base da nossa pirâmide, então comece com o kiwi, depois em cima vem a fatia de carambola e de banana, coloque o morango em cima e espete tudo com o palito, para finalizar espete a blueberry para esconder o palito. Para a calda bata no liquidificador o iogurte, o maracujá e o mel até formar um creme homogêneo. Coloque o creme em um pote para servir junto com a pirâmide de frutas. Dica: procure usar palitos coloridos  ou com detalhes diferentes.

TRIÂNGULO DE TAPIOCA
Ingredientes:
200g de goma de tapioca
½ maço de rúcula
20 unidades de tomate  seco
20 unidades de mussarela de búfala
palitos de dente
azeite a gosto

Modo de preparo: Coloque a frigideira no fogo alto, espere ela esquentar e baixe o fogo. Coloque 2 colheres de sopa de tapioca e vá espalhando dentro da frigideira. Assim que a tapioca estiver firme, vire com ajuda da espátula. Retire a tapioca da frigideira e corte em quatro pedaços formado 4 triângulos. Para montar pegue uma fatia de tapioca disponha as folhas de rúcula sobre a tapioca, coloque o tomate seco e a mussarela de búfala por cima, regue com azeite. Para finalizar junte as pontas e espete o palito de dente.

E para você que quer manter a forma e evitar os quilinhos extras, temos receitas especiais para você, com ideias práticas e com muito sabor e sem perder a forma.

Receitas com poucas calorias

SALGADINHO DE GRÃO-DE-BICO PICANTE
Ingredientes:
1 colher de café de pimenta jamaica
1 colher de café de chilli
1 colher de café de pimenta do reino preta
1 colher de café de pimenta caiena
400g de grão-de-bico
2 colher de sopa de azeite
1 colher de café de sal (preferir sal rosa do himalaia, pois é rico em minerais)

Modo de preparo:
1. Pré-aqueça o forno á 180˚C;
2. Lave bem o grão-de-bico e seque com papel toalha;
3. Misture todos os ingredientes em um recipiente e espalhe em uma forma, deixe assando por volta de 20 a 30 minutos até que fiquem dourados e crocantes. Obs: este salgadinho é o substituto do amendoim.

BARQUINHA DE ENDÍVIA COM FRANGO DESFIADO

Ingredientes:
8 folhas grandes de endívias
½ xícara (chá) de cebola picada
1 xícara (chá) de tomate cortado ao meio
½ xícara (chá) de azeitona pretas
1 peito de frango cozido e desfiado
1 pote de iogurte desnatado
3 colheres de sopa de cheiro verde
1 colher de sopa de ervas finas
3 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de folhas de tomilho
Sal a gosto
Pimenta biquinho para decorar

Modo de preparo: Separe as folhas da endívia e reserve. Misture em uma tigela, o frango, o iogurte, o cheiro verde, as ervas finas, o tomate, a azeitona, o azeite de oliva, o tomilho, o sal até formar uma mistura homogênea. Recheie as folhas de endívia com essa mistura, decore com pimenta biquinho e sirva.

NUGGETS DE QUINOA

Ingredientes:
200g de frango cozido (peito);
4 colheres de sopa de quinoa em flocos;
1 colher de chá de cúrcuma
1 clara de ovo;
2 colheres de sopa de água;
1 dente de alho
½ cebol
3 colheres de sopa de salsinha picada
Pimenta do reino e sal á gosto.

Modo de fazer: Bater no processador o frango cozido com os temperos e a água, até obter uma massa homogênea. Fazer as bolinhas em formato de nuggets, passar na clara de ovo e depois na mistura de quinoa em flocos com cúrcuma. colocar em uma forma untada e leva ao forno á 180˚C  por 10 – 12  minutos de cada lado ou até ficarem crocantes.

 GRISSINI COM PESTO DETOX
Ingredientes:1 pacote de grissini integral

Pesto detox:
1/2 xícara de pinoli
3 xícaras couve manteiga sem o caule
½ maço de salsinha
2 xícaras de folhas de manjericão frescos
4 dentes de alho
1/4 de xícara de azeite de oliva extra virgem
Sal a gosto

Modo de preparo: Adicione todos os ingredientes no liquidificador e bata até formar uma massa homogênea.  Sirva como acompanhamento do grissini.

Nutricionistas:
Carolina A. Figueiredo e Catharina Callil João Paiva – Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

Dietas para emagrecer sempre existiram

download (1)

A dieta para controlar o peso sempre existiu na historia da humanidade.

Os relatos atingem Hipócrates (460 -370 AC) que recomendava uma refeição diária, com excesso de gordura, ingesta aumentada de liquidos, preferencialmente vinho diluído, longas caminhadas e sono em camas duras e incomodas, recomendava também a prática do vomito após as refeições.

O médico muçulmano, Avicena (980 -1037) indicava alimentos pesados (“de difícil digestão”), indicava também, que todas as refeições deviam se seguir de vômitos e do uso de laxantes.

Alimentos para reduzir o apetite foram tentados desde o século XVII, existem relatos do uso de ervilha da charneca (Lathyrus linifolius) como perfeito inibidor do apetite.

A utilização de Oxigênio inalável, foi amplamente utilizada por Thomas Beddoes (1760 -1808), tentando “queimar” as calorias ingeridas.

O famoso médico francês, Jean-Anthelme-Brillat-Savarin 1755-1826), no seu livro “ Fisiologia do gosto ou meditações sobre gastronomia transcendental”, receitava dietas ricas em proteínas e pobres em açucares.

Na atualidade as dietas são múltiplas e variadas, de acordo com a moda e com o perfil do paciente.
No entanto, nada supera a restrição calórica, dentro de uma dieta balanceada, e a atividade física associada com aumento do gato energético

Fonte:
Louise Foscroft; A tirania das dietas, ed. Três estrelas, 2013

Na antiguidade já existiam dietas e preceitos dietéticos

Em vários meios de comunicação, sejam na mídia leiga ou em revistas e livros especializados, existem citações a recomendações nutricionais. Talvez a mais popular seja aquela atribuída a Hipócrates, o pai da medicina, segundo estudiosos ele ensinava farmacologia e tratamento clínico de enfermidades citando que: “devemos fazer do nosso alimento o melhor remédio”.
Nas antigas escrituras indianas chamadas de VEDAS (1500 a 900 AC), paralelo aos conceitos e símbolos do hinduísmo, estão recomendações nutricionais. Nestas, paradoxalmente atuais em termos conceituais, repousam preceitos sobre bem estar, saúde e prevenção de doenças com alimentação e escolha saudável.
Preceitos nutricionais VEDAS:

SATVIK:
Mescla de frutas frescas, leguminosas, hortaliças cereais em grãos e castanhas. Responsável pelo equilíbrio do corpo que conduz a paz interior e tranquilidade para a mente.
RAJASIK:
Envolve o consumo de carnes variadas, sal e açucares, bem como a utilização de grãos refinados. Estabelece relação direta com ansiedade, irritabilidade e insônia.
TAMASIK:
Representado pelos alimentos de origem animal, principalmente os  gordurosos. Relacionados a preguiça, sonolência  e falta de estimulo á atividade física.

Consumo excessivo de carnes em “dietas de proteínas” pode ser repelente sexual.

Já existem vários estudos relacionando os odores do parceiro ao desejo sexual. Alguns muito interessantes ressaltam que homens em utilização das famosas dietas de restrição total de carboidratos e abuso de proteínas exalam cheiros considerados repelentes às parceiras.
Em estudos comparando homens com dieta de restrição de carboidratos versus homens com dietas vegetarianas, o suor axilar, dos carnívoros, avaliado por mulheres, foi mais repugnante e repelente sexual do que o suor dos vegetarianos.
As causas relacionam principalmente com a produção de cetonas, resultado final do metabolismo das proteínas, que são eliminadas no suor e na urina. Existem também referencias ao hálito cetonico no grupo carnívoro.
No entanto, para os vegetarianos o sucesso sexual não é total, todos conhecemos os hálitos decorrentes do consumo de alho e cebola…

Por que e para que o consumidor quer tanto os alimentos com baixos teores de carboidratos?

Como o consumidor é informado e analisa este mercado, o conceito e os alimentos low-carb devem fazer parte de qualquer estudo sobre dietas da moda e consumo de alimentos.

Impulsionados pelas inúmeras informações do crescimento da obesidade e excesso de peso nos EUA, e sua trágicas conseqüência para a saúde o bem estar, o consumidor americano movimenta bilhões de dólares anualmente na busca de um controle de peso. Este consumo de alimentos low-carb revela esta necessidade. Livros campeões de vendagem como o do Dr. Atkins e “A dieta de South Beach”  trazem a informação de que é o  alto consumo de carboidratos da dieta ocidental seja a principal causa acumulo de gordura corporal por alterar o metabolismo das gorduras.

Um painel de consumidores realizados em 2003 pela AC Nielsen revelou  números impressionantes. Mais de 35% da população dos EUA já tentaram ou estão tentando uma dieta pobre em carboidratos para controle de peso.O impacto destas informações são tão grandes que está prevista uma alteração importante da famosa pirâmide alimentar realizada pelo órgão das nutricionistas americanas, a USDA.

Na verdade, qualquer dieta especial ou “da moda”sempre tem o seu ponto frágil na fidelização da sua utilização, quem quer consumir pelo resto da vida uma dieta sem carboidratos?

No entanto, paralelo aos apelos dos produtores e dos consumidores, resta a gastronomia e a nutrição ocupar um espaço de bom senso, adequando conceitos de nutrição saudável à realidade do consumo atual e, por parte especificamente da indústria de alimentos, adequar as formulações as normas e consensos internacionais de prevenção de doenças.
Redução do sal (Sódio)
Redução de carboidratos, principalmente os carboidratos simples
Redução de gordura saturada e gordura trans
Autor: Dr. Lenilsom Moreira

Dietas Low Carb um modismo ou um novo padrão que veio para ficar?

Com a palavra o consumidor
Em recente enquete realizada pela Revista Low Carbiz, os participantes responderam a pergunta se estes alimentos serão modismo ou uma tendência que vai permanecer,  81% daqueles que estão fazendo a dieta responderam sim, sendo que 51% destes acham que vai permanecer para sempre, e 19% que irá durar por mais de 5 anos.

A opinião contrasta com alguns especialistas de mercado:
O Centro de Excelência de Decisões em Marketing, divisão da ACNielsen especializada em teste de marketing estima que 80 a 90% dos produtos lançados no mercado não sobreviverão  após o primeiro ano de vida.
Esta afirmativa vai ao encontro da previsão da declaração de Matthew Wiant, gerente de marketing da Atkins Nutricional de Ronkonkoma, N.Y.  Ele também prevê que cerca de 500 produtos dos 2.000 estarão fora do mercado até o fim de 2004 que adiciona; “Nos próximos seis meses, haverá um número significativo de pessoas desistindo da dieta“. Mas outros fatores devem ser analisados para prevermos se estes alimentos serão um sucesso por longo prazo e dois deles são fundamentais: preço e sabor. Com a entrada das grandes indústrias de alimentos neste segmento, o fator preço será superado, já que estes fabricantes possuem todas as condições de praticar preços reduzidos em um grande mercado como o dos EUA, Europa e alguns países da Ásia.

Mas e o sabor: Sabemos que atualmente algumas dificuldades técnicas para a produção destes alimentos alteram características e ingredientes destes produtos. Uma recente pesquisa patrocinada pela Continental Foods’ Krusteaz,  indicou que o sabor pode deixar alguns produtos vulneráveis. No estudo, 43% dos consumidores destes produtos se consideram insatisfeitos com o sabor, e 40% dos que revelam satisfação, consideram serem os similares de alto teor de carboidrato mais  saborosos.
Autor: Dr. Lenilsom Moreira