Acerola, uma importante fonte de vitamina C?

A Acerola, Malpighia Glabra, é uma fruta pequena, arredondada, que chega a pesar até 10g e tem casca extremamente vermelha quando madura. Sua polpa de cor clara é carnosa, suculenta e bastante ácida, possuindo núcleo central com três sementes.

Por apresentar melhores condições para o consumo por até três dias após colheita, oferece dificuldade de sua comercialização ao natural. Inicialmente introduzida no nordeste brasileiro, a acerola é hoje cultivada em todo país.

Na literatura de saúde é sempre citada como uma fonte rica em vitamina C, alguns autores determinaram o conteúdo de vitamina C na acerola produzida no Brasil, tendo sido encontrados teores variando de 1040mg/100g a 1790mg/100g de parte comestível, além de ser fonte de pró-vitamina A, ferro e cálcio.
Por concentrar altas doses de vitamina C, é utilizada em vários estudos para efeito de suplementação, obtendo resultados satisfatórios.

O suco de acerola contém 40 a 80 vezes mais vitamina C do que o suco de limão ou laranja, fontes tradicionais desta vitamina.
A composição básica inclui, além de carboidratos, proteínas e gorduras, minerais como: Cálcio, Fósforo, Ferro, Magnésio e Manganês, o valor calórico em 100g de fruta (em média de 10 a 12 unidades) equivale a 49 calorias.

Devido a perecividade desta fruta, sua comercialização in natura torna-se mais rara, sendo mais comumente encontrada na forma de polpa congelada e suco integral pasteurizado. Um dos maiores perigos na utilização de polpa congelada é preservação de boas condições higiênicas, bem como a manutenção do conteúdo em vitamina C.

Fontes: Nutr. Anna Castilho; www.nutricaoclinica.com.br; www.google.com.br

Anúncios

Vitamina C melhora a vida dos fumantes

 O nível de vitamina C nos fumantes é 40% mais baixo que nos não-fumantes e pode ser normalizado através de suplementação, segundo as recomendações científicas mais recentes, deve-se oferecer + 35mg/dia além da necessidade diária.

Segundo Morris (2000); Zhang, et al (1999) fumar danifica a microcirculação coronariana e interfere no fluxo sangüíneo do miocárdio. De acordo com o estudo realizado, foram administrados 3g diários de vitamina C em fumantes, e os resultados foram satisfatórios em relação a melhora da circulação sangüínea cardíaca.

Vitamina C, a vitamina da polemica…

A Vitamina C foi utilizada durante muito tempo para o tratamento do resfriado simples, essa prática tornou-se popular após Linus Pauling escrever um livro alegando que a Vitamina C administrada em doses maciças preveniria e curaria o resfriado simples, desde então, as vendas desta vitamina aumentaram notoriamente.

Estudos confirmam que administração de altas doses de ácido vitamina C proporcionam aumento da eficiência física. Sabe-se que o esforço muscular diminui o teor deste componente em vários órgãos, principalmente na córtex da glandula supra renal, aconselhando-se o emprego do mesmo aos individuas submetidos a trabalho prolongado e exaustivo.

No entanto, muitos trabalhos investigam os benefícios da suplementação rotineira à população, nesse enfoque os resultados são muito fracos, contraindicando qualquer programa de utilização regular de vitamina C de forma usual.

Nada suplanta uma alimentação saudável!!!

Quais os alimentos ricos em vitamina C ?

Segundo um dos principais guias de recomendações em alimentação, Dietary Reference Intakes (DRIs), visando utilizar a vitamina C para melhorar a resistência a infecção e bloquear os radicais livres, a quota dietética recomendada de Vitamina C é 90mg/dia para homens e 75mg/dia para mulheres.
Com essa dose teremos a ingestão necessária a fim de garantir a manutenção quase máxima da concentração dos glóbulos brancos. A recomendação para idosos é a mesma do adulto jovem, para gestante sugeriu-se um adicional de 10mg de Vitamina C para garantir a necessidade do feto.

As melhores fontes são as frutas, principalmente as cítricas e as hortaliças.

Alimento

Vitamina C (mg/100g)

Acerola

1677,5

Pimentão vermelho cru

190,0

Goiaba

184,0

Kiwi

98,0

Brócolis crú

93,2

Brócolis cozidos

74,6

Maracujá

70,0

Mamão papaya

61,8

Repolho crú

57,0

Morango

56,7

Laranja

53,2

Couve-flor crua

46,4

Limão

46,0

Caju

40,0

Mexerica (Tangerina)

30,8

Melancia

29,0

Carambola

21,2