Arroz, coringa da alimentação e um aliado na nutrição

O arroz (Oryza sativa) é um dos cereais mais produzidos e consumidos mundialmente, caracterizando-se como alimento para mais da metade da população mundial. China e Índia respondem juntas por mais da metade da produção mundial deste cereal. Em países em desenvolvimento, como o Brasil, desempenha papel importante e estratégico social e economicamente. Somente pequena quantidade de arroz é consumida como ingrediente de produtos processados, sendo consumido em maior parte na forma de grão. O consumo médio per capita de arroz no Brasil é de 108g, fornecendo cerca de 14% dos carboidratos, 10% das proteínas e 0,8% dos lipídeos da dieta, portanto, por caracterizar-se como parte importante da alimentação da população, sua qualidade nutricional afeta diretamente a saúde dos indivíduos.

– Composição do grão

O grão de arroz é constituído principalmente por carboidrato, sendo que 90% da matéria seca do grão é amido, e apresenta quantidades menores de proteínas e lipídeos. O grão não possui distribuição uniforme de nutrientes e a maioria das proteínas, lipídeos, fibras, vitaminas e minerais estão localizadas nas camadas externas e no gérmen, portanto, o polimento resulta na redução do teor destes nutrientes originando diferenças na composição entre o arroz integral e o polido.

– Farelo de arroz e óleo de farelo de arroz

O farelo do arroz é um sub-produto do processo de beneficiamento do arroz, no qual as camadas mais externas são separadas do grão. Este farelo é rico em lipídeos, proteínas, minerais, vitaminas, lipase e lecitina. Do farelo, é possível extrair o óleo de farelo de arroz, atualmente muito analisado por pesquisadores do ramo alimentício e cientistas rurais por apresentar propriedades que podem classificá-lo como um alimento nutracêutico, com propriedades benéficas à saúde humana. Possui em sua composição altos níveis de ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados, portanto, é considerado um óleo saudável.

O óleo do farelo de arroz possui uma fração constituída principalmente por γ-orizanol, uma mistura de fitoesteróis, alcoóis triterpênicos e ácido ferúlico. A este ácido, atribui-se a grande capacidade antioxidante do γ-orizanol, comprovadamente quatro vezes mais efetiva em reduzir a oxidação tissular em comparação à vitamina E.

Efeitos no organismo
Os estudos dos efeitos do óleo de farelo de arroz no organismo apontam para benefícios acerca do perfil lipídico sanguíneo. Destaca-se que o produto apresentou efeito similar ao do farelo de aveia em roedores e o γ-orizanol foi associado à redução de colesterol em ratos e primatas. Um estudo com roedores resultou em significativa redução da fração LDL-colesterol em 28% e redução de 25% da absorção de colesterol no grupo que recebeu γ-orizanol em comparação ao grupo controle. Um estudo clínico realizado por um período de 12 meses no qual os pacientes recebiam 3,1g/dia da fração insaponificável do óleo de farelo de arroz resultou em redução de 14,1% do colesterol total, e redução de 20,5% da fração LDL-colesterol. Também houve aumento da fração HDL-colesterol e diminuição dos triglicérides, indicando um efeito benéfico no tratamento e prevenção de doenças cardiovasculares. Tal resultado foi observado pela presença do γ-orizanol, que age por meio da redução da absorção do colesterol e aumenta a excreção de colesterol através da bile fecal

Outras linhas de pesquisa tentam mostrar  a influência do óleo de farelo de arroz na redução dos efeitos da menopausa, no aumento da endorfina e como auxiliar no aumento de massa muscular.
Autora: Nutr. Thais Cardoso Benedetti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s