Entendendo e decifrando o que dizem os rótulos


Para um profissional de saúde, os rótulos podem trazer soluções e indicações para orientação dos pacientes. No entanto, para a grande maioria da população, podem ser uma fonte de mistérios, confusão e angustia.
Algumas palavras representam categorias de nutrientes, vejamos a seguir uma luz no fim do túnel.

 Energia
É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Um grama de carboidrato oferece 4 kcal, um grama de proteína 4 kcal, e 1g de gordura 9kcal.
Na rotulagem nutricional o valor energético é expresso em forma de quilocalorias (kcal) e quilojoules (kJ). Quilojoules (kJ) é outra forma de medir o valor energético dos alimentos, sendo que 1 kcal equivale a  4,2kj

Carboidratos
Os carboidratos ou hidratos de carbono ou glicídios são todos os mono, di e polissacarídeos, incluídos os polióis presentes no alimento, que são digeridos, absorvidos e metabolizados pelo corpo humano, cuja principal função é fornecer a energia para as células, principalmente do cérebro.
Compõem a maior parte da alimentação, sendo que 55% a 75% do Valor Energético Total (VET) de indivíduos saudáveis devem ser fornecidos pelo grupo dos carboidratos.
São subdivididos em carboidratos complexos (amidos), carboidratos simples (açúcares simples ou livres) e fibras alimentares.
De forma geral, todos os grupos de alimentos, exceto as carnes, os óleos e as gorduras e o sal possuem carboidratos, diferindo na quantidade e no tipo de carboidrato que compõe o alimento. Quando essa quantidade é alta, considera-se o alimento como fonte de carboidratos como os cereais, os tubérculos e as raízes. Assim, são encontrados em maior quantidade em massas, arroz, açúcar, mel, pães, farinhas, batata, mandioca, inhame e doces em geral.

Proteínas
Proteínas são polímeros de aminoácidos ou compostos que contém polímeros de aminoácidos..
São componentes dos alimentos necessários para construção e manutenção dos nossos órgãos, tecidos e células, essenciais para a formação de enzimas, hormônios, líquidos e secreções corpóreas, além de participarem do transporte de gorduras, colesterol e vitaminas, podendo até ser utilizados como fonte de energia.
A recomendação para a população saudável é que as proteínas contribuam com 10 a 15% do total de energia diário.
Alimentos de origem animal, tais como carne de todos os tipos, leite e derivados e ovos, são boas fontes de proteína de alto valor biológico, ou seja, que são melhores aproveitadas pelo organismo para crescimento ou manutenção, Também são fontes de proteína alimentos de origem vegetal como leguminosas (feijões, soja e ervilha).

Gorduras ou lipídeos:
são substâncias de origem vegetal ou animal, insolúveis em água, formadas de triglicerídeos e pequenas quantidades de não glicerídeos, principalmente fosfolipídeos.
As gorduras e óleos são produtos de alta concentração energética: fornecem 900kcal/100g. e essa quantidade é mais alta  que o álcool e duas vezes mais do que os carboidratos e as proteínas.
Sua importância na alimentação está relacionada ao fornecimento de energia para as atividades diárias, transporte de vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K) e síntese de componentes essenciais para o bom funcionamento do organismo.  Recomenda-se que seu consumo na população saudável não ultrapasse 15 a 30% do Valor Energético Total (VET) da alimentação diária.
As gorduras são distintas em suas propriedades físicas e químicas e são essas características que podem ser mais ou menos benéficas para a saúde humana. Baseada nessa classificação,  as gorduras são divididas em saturadas e insaturadas; portanto, embora as gorduras componham uma alimentação saudável, a quantidade e o tipo de gordura devem ser observados.

Gorduras totais
As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gorduras encontradas em um alimento, tanto de origem animal quanto de origem vegetal.

Gorduras Saturadas
As gorduras saturadas são os triglicerídeos que contém ácidos graxos sem duplas ligações, expressos como ácidos graxos livres.
As principais fontes são alimentos de origem animal, como banha, carnes e derivados, toucinho, pele de frango, queijos, leite e laticínios integrais, manteiga, requeijão, iogurte, embora alguns óleos vegetais sejam ricos nesse tipo de gordura, como o óleo de coco e o azeite de dendê.
Essas gorduras podem ser prejudiciais à saúde, uma vez que seu consumo excessivo está relacionado a diversas doenças crônicas não transmissíveis, como dislipidemias, doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, acidentes cerebrovasculares e câncer.
A Organização Mundial da Saúde recomenda que o total de energia da alimentação fornecido pelas gorduras saturadas seja menor do que 10%.
Alimentos que tenham alta %VD apresenta grande quantidade de gordura saturada em relação a essa recomendação e, portanto, devem ser evitados.

Gorduras Trans
As gorduras trans são os triglicerídeos que contém ácidos graxos insaturados com uma ou mais dupla ligação trans, expressos como ácidos graxos livres.
É um tipo de gordura obtido principalmente do processo de industrialização de alimentos, a partir da hidrogenação de óleos vegetais, encontrada em maior quantidade em alimentos industrializados como as margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, snacks (salgadinhos prontos), produtos de panificação, alimentos fritos e lanches salgados que utilizam as gorduras vegetais hidrogenadas na sua preparação.
O consumo desse tipo de gordura deve ser muito reduzido, considerando que o nosso organismo não necessita desse tipo de gordura e ainda porque, quando consumido em grandes quantidades, pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças do coração.
Não se deve consumir mais que 2g de gordura trans por dia, portanto recomenda-se, no máximo, que 1% do valor energético da alimentação diária seja proveniente desse tipo de gordura, tão ou mais prejudicial à saúde que as gorduras saturadas.

Colesterol
Colesterol é um lipídio composto do grupo dos esteróis encontrado apenas em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, leites e derivados.
É um componente essencial das membranas estruturais de todas as células dos mamíferos, o principal componente do cérebro e das células nervosas e participa da constituição de hormônios e sais biliares.
Porém, o excesso do consumo de colesterol também está ligado a doenças do coração e muitas pesquisas tem mostrado que dietas pobres em gordura saturada e colesterol reduzem o risco de doenças do coração.

 Fibras
Fibra alimentar é qualquer material comestível que não seja hidrolisado pelas enzimas endógenas do trato digestivo humano.
A ingestão de fibras auxilia no funcionamento do intestino, redução do colesterol do sangue, controle da glicemia e saciedade.  E a recomendação de consumo é de no mínimo 25g de fibras por dia.
As principais fontes de fibras são os alimentos vegetais, como grãos, frutas, hortaliças, feijões e alimentos integrais.
Existem dois tipos de fibras, as solúveis e insolúveis, ambos os tipos indispensáveis na alimentação saudável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s