Princípios básicos de um queijo

17469O leite pode ser de vaca, ovelha, cabra, rena, égua ou outro animal, sim, o homem através da historia já fez e faz queijos de inúmeros animais, mas o que interessa é a qualidade de ordenha, preparo e maturação para se atingir o queijo ideal.
De forma ideal, depois de ordenhado ele deve ser pasteurizado a 75 graus Celcius por pelo menos 15 minutos, alguns queijos famosos, outros nem tanto, podem ser preparados a partir de leite cru.
Após o processo de pasteurização, é aquecido por algum tempo para que atinja o nível adequado de acidez, variado de acordo com o tipo e com a receita de queijeiro.

O segundo processo, importante e dependente de receitas secretas, é incorporar ao leite ácido, quantidades especiais de coalhos, bactérias lácticas que convertem a lactose em ácido láctico, moldando o sabor, aroma e textura do produto.

O material resultante, chamado de coalhada, é separado do soro. Nessa separação será definida a consistência e demais características do queijo. A mescla entre coalhada e soro, dependendo de cada receita, é moldada em diferentes tamanhos e formatos
Na sequencia, o queijo moldado é borrifado com sal ou imerso em uma salmoura por algum tempo e depois conduzido a ambientes frios para maturação, que pode durar de dias a meses.

E ai….vamos devora-lo!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s